Acontece em algumas Sextas-Feiras


Naqueles dias em que
O vazio ocupava a maior parte do tempo
Eu procurava respostas sábias
Nas entrelinhas de alguma
Canção já esquecida
Que eu acreditava me entender
Sempre tentei explicar
Como a vida é
Mesmo sem eu nunca ter compreendido

É outra tarde fria
Mas hoje o convidado é o Sol
Penso novamente sobre como
Livrar-me dos pensamentos que
Insistem em fazer perguntas
Sem sentido

A noite ansiosamente me aguarda
Para uma conversa sobre as garotas em volta
Aquele cigarro antes de entrar
E em qual bar pedirei a primeira Vodka

Esquecerei por um momento
Quem eu sou do lado de fora
Perguntarei alguns nomes
Convites na hora de ir embora

Anúncios

Publicado em 08/07/2011, em Poemas e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. perfeito demais, parabéns !

  2. Continue sempre postando.
    Você escreve o que muita gente pensa e as vezes não sabe como demonstrar.

  3. Muito bom , essa primeira parte me identifiquei , ainda bem que tem pessoas que pensam como nós e vemos que não estamos sozinhos.

    Parabéns continuem postando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: