Histórias

Histórias não terminadas,
Planos amassados,
E rabiscados com tinta vermelha
Uma metáfora pobre
Para falar sobre a vida
Ainda não sabemos como
O livro será fechado

Passamos alguns dias
Vendo capítulos passados
Tentando entender
O que ficou indecifrável
Não é um símbolo
E nem outro idioma
É que algumas vezes
A página borra
Com a água salgada morna

É comum tentar arrancar folhas
Ou tentar forçar a caneta
Para escrever as próprias linhas
De modo algum conseguiremos
Salvar as páginas amareladas
Em algum tempo serão todas apagadas

by Diego Z.

Anúncios

Publicado em 06/08/2009, em Poemas e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: