Idiota

Pule agora que
Ainda estamos em movimento,
Não será digno quando pararmos,
O asfalto não machuca tanto
Quanto as suas palavras,
Será pior quando
A coragem perder
As esperanças

Era divertido
Conhecer pessoas novas,
Mas o medo não me deixa
Mais sair sozinho,
Mataria por um ciúme incontrolável
As piadas da noite
Ganharam demissão,
Hoje eles tocarão a
Música triste mais cedo

E com o que você se importa?
Parei de fazer café na madrugada
Larguei o bar que sempre me amou
Troquei a parede escura
Por uma pálida face do inverno

A verdade costumava ser bonita
Mas descobri que ela
Também mente para se dar bem
Tentei sorrir e fiquei paralisado
Comecei até a construir
A nossa casa no futuro
Mas você conseguiu destruí-la
Trazendo para dentro as
Gargalhadas do passado

by Diego Z.

Anúncios

Publicado em 04/05/2009, em Poemas e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Incrivelmente tocante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: