Pôr do Sol

Luz forte pela janela
E raiva por ter que
Trabalhar novamente
É hora de levantar
E encarar as mesmas pessoas
Que você finge gostar

Eu pensava que aos
Quarenta a vida já teria
Algum sentido
Mas é engraçado
Que ao olhar no espelho
Você não vê nenhum
Homem de sucesso
O adulto que venceu
O progresso…
É a mesma criança
De algumas décadas
Que costumava brincar
Agora com rugas
E sem esperança
De que algo ainda
Vá mudar

Em uma das escolhas
Decidi ficar sozinho
E isso com vinte anos
Naquela época parecia
Ser legal
Uma mente adolescente
Sempre radical
Eu compraria uma moto
E teria o mundo

Hoje, os sonhos
Ficaram diferentes
Tudo o que eu queria
Era alguém para conversar
Um ombro pra chorar
Nem que fosse por
Um segundo

by Diego Z.

Pra quando você perceber que as coisas continuam relativamente as mesmas, mas você está mais velho, e um pouco mais triste…

Anúncios

Publicado em 09/04/2009, em Poemas e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: