Eu não quero voltar

Mãe, a minha cabeça ta doendo de novo
Aqueles homens com uniforme branco vem me buscar outra vez?
O que eu fiz agora, você sabe que foi ele que começou!
Mãe, não deixe eles me levarem
Eles tem um agulha que me faz dormir e esquecer
Mãe, por que eles vem me buscar?

Outro dia eu tive um sonho, em que eu ria novamente
Mas logo começou a chuva e eu tive que chorar!
Por mais que me digam que é errado eu não posso parar
Ah não mãe, são eles vindo me pegar?

Eu não posso ir de novo, eles amarram minhas mãos e dizem:
Calma, só mais um pouquinho isso vai passar!
Olhe aquela chave ali quando eu puxar você vai gritar!
Sabemos que isso vai doer, mas lembre-se você vai esquecer!
Mãe me tire daqui, se eu fugir, talvez eles não consigam me achar

O meu pai não aparece faz tempo, será que ele esqueceu de mim?
Calma mãe, não chore, por que de repente ficou assim?
Ele me disse uma vez, que nunca ia me deixar
Mas um dia discutimos feio, e de repente eu acordei naquele lugar
Mãe, ligue pra ele, peça pra ele vir me buscar!

O que eu fiz, porque todos estão gritando?
Parem, minha cabeça ta doendo de novo!

Malditos, vocês estão zombando de mim, agora vão ter que pagar!
E você menininha acha que adianta gritar?
Não fuja, precisamos conversar!
Ta vendo a sua bonequinha sem cabeça, é assim que vai ficar!
Então fique quietinha, e reze baixinho senão papai do céu não vai te aceitar!

Mãe, estou aqui de novo, mas agora lembro o que fiz!
Desculpe papai eu te amo tanto, por que naquele dia, falou tão alto assim?
Mãe por que eu estou nessa cama, você não vai me ajudar a sair?
Não mãe por favor, a agulha de novo, não deixe chegarem perto de mim!
Você está chorando e sorrindo também!
O que houve mãe, me diga, você está se sentindo bem?

A dor está passando, eles encontraram o remédio!
Agora sairei daqui?
Sim filho, está acabando, não haverá mais dor alguma
Eu não te falei? O teu pai está chegando, ele disse que te ama também
Ahhh eu me sinto tão bem agora mãe, to até com vontade de dormir
Estou ouvindo a voz dele, ele está aqui?
Estou sim filho, diga adeus para sua mãe
Agora precisamos ir

16/10/2004

by Diego Z.

Anúncios

Publicado em 01/04/2009, em Poemas e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Algumas de suas poesias me inspiram Diego, ficou realmente muiito boa.
    Lembra-me de certos momentos que passei.

  2. simplismente ótimo, você soube colocar as palavras certas, tudo certinho.
    Sua inspiração me inspira.
    Parabéns…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: